Rock in Rio 2019 divulga esquema especial de transportes para o festival
07/09/2019 17:06 em Rock In Rio 2019

 Para a edição deste ano do Rock in Rio, o público pode contar com um amplo esquema de transporte para chegar e sair da Cidade do Rock. BRT, Metrô Rio e Primeira Classe montaram um esquema especial para atender o público de 700 mil pessoas que irá ao festival nos dias 27, 28 e 29 de setembro e 3, 4, 5 e 6 de outubro.

“A experiência do público no Rock in Rio precisa ser completa e isso inclui desde o momento que ele sai de casa até quando retorna. A cidade do Rio de Janeiro conta com um sistema de transporte integrado que atende grande demanda do festival. Toda a operação é pensada e executada pelos operadores dos transportes, que são os responsáveis diretos de todo o esquema.”, conta Ricardo Acto, VP de Operações do Rock in Rio.

O MetrôRio montou uma operação especial para quem for ao Rock in Rio. Em todos os dias do festival, a estação Jardim Oceânico (Barra da Tijuca), que faz integração com o BRT, ficará aberta 24 horas para embarque e desembarque. Já as outras estações do MetrôRio funcionarão durante a madrugada, mas somente para desembarque.  

Durante toda a operação especial para o festival, será permitido o embarque com os cartões unitários do MetrôRio e com os cartões RioCard Mais. O valor da passagem unitária é R$ 4,60. Porém, para acessar a integração com o BRT, o cliente deverá ter em mãos um cartão RioCard Mais carregado com saldo suficiente para a ida e volta.

“Para o conforto do cliente que vai ao Rock in Rio, nossa orientação é que ele compre ou recarregue o cartão com antecedência. O valor da tarifa é o mesmo dos outros dias da semana. Montamos um esquema com reforço de trens para ida e volta dos shows. Além disso, haverá aumento de segurança e de atendentes nas estações e a presença de orientadores de fluxo para tirar dúvidas dos clientes”, explicou o diretor de Operações do MetrôRio, Daniel Habib.

BRT

Para chegar à Cidade do Rock, o público poderá usar as linhas especiais que sairão do Terminal Jardim Oceânico direto ao festival ou embarcar em qualquer estação ou terminal dos corredores Transoeste, Transolímpica e Transcarioca, que funcionam 24 horas. Como o Terminal Centro Olímpico atenderá o público do Rock in Rio, a sugestão é sempre procurar qualquer linha/serviço que passe por lá. No site do BRT (www.brtrio.com) está a lista das linhas e estações do sistema.

No Terminal Jardim Oceânico, onde existe a integração com o metrô, haverá sinalização para indicar o local de embarque dos carros que saem direto para a Cidade do Rock, além de atendentes prontos para esclarecerem qualquer dúvida.

Assim como nas edições anteriores, nos dias de festival, a estação Rio 2 ficará fechada entre meia-noite e 5h e a estação Parque Olímpico só estará aberta entre 5h e 11h.

Vale lembrar que a operação do BRT para o evento não acarreta alterações nas linhas usadas diariamente pelos passageiros.

“O BRT transporta a grande maioria do público do Rock in Rio. São cerca de 70 mil passageiros por dia, incluindo os trabalhadores que fazem a festa acontecer. É como embarcar seis Maracanãs lotados durante todo o festival. Por isso, o serviço será ininterrupto e garantiremos a operação que sempre foi elogiada nas edições anteriores”, conta o presidente executivo do BRT, Luiz Carlos Martins.

Transporte Primeira Classe

O Transporte Primeira Classe foi um sucesso nas edições passadas e esse ano segue como a opção mais confortável de transporte para a Cidade do Rock. São 17 trajetos sem paradas, feitos em ônibus executivos. A opção é a única que deixa os clientes dentro da Cidade do Rock, com uma  entrada exclusiva. A volta acontece da mesma forma, saindo direto do parque. A tarifa é a mesma da última edição: R$ 100 com direto a ida e volta. Porém, esse ano, a estrutura irá contar com muito mais conforto para o público. O Primeira Classe conta com o maior terminal rodoviário provisório já montado em um festival de música. 

A venda está aberta no site  www.transporteprimeiraclasse.com.br, no app E-Voucher e é feita somente online. Os clientes do Primeira Classe deverão optar pelo ponto de partida, data e horário que desejarem, mas podem retornar em qualquer horário e para qualquer destino (exceto rota de Petrópolis), a partir das 22h, com saídas de uma em uma hora, ou mediante demanda, tendo as últimas saídas até duas horas após o fim das atividades do Palco Mundo.  

Todos terão seus próprios vouchers de embarque que só poderão ser utilizados em dia, horário e ponto de embarque escolhido durante a compra, e que devem ser vinculados à pulseira de acesso ao festival por meio do aplicativo E-Voucher. Os embarques ocorrerão por ordem de chegada, no dia e horário escolhidos, e a organização recomenda que os passageiros cheguem com, pelo menos, 15 minutos de antecedência do horário marcado.

BusUp

A BusUP realizar rotas com saídas dos estados de Minas Gerais e São Paulo, com acesso ao Espaço Primeira Classe. Os horários de retorno acontecerão em saídas únicas duas horas após o término do último show no Palco Mundo. A venda está aberta no site: https://rockinrioprimeiraclasse.busup.com/home

Riocard Mais é opção para todos os meios de transporte durante o Rock in Rio

Quem optar pelo transporte público para chegar à Cidade do Rock poderá utilizar o Riocard Mais, o único cartão aceito em todos os meios de transporte.

Para os clientes que já possuem o Riocard Mais, a dica é planejar os gastos necessários para o deslocamento até o Rock in Rio e antecipar a recarga do cartão de transporte. É possível adquirir os créditos pela internet ou em pontos físicos de venda. De forma simples e rápida, o cartão pode ser recarregado pelo site Recarga Fácil (recargafacil.riocardmais.com.br) ou pelo aplicativo Riocard Mais. As outras opções são

máquinas de recarga, lojas ou pontos credenciados. Os clientes podem verificar o local mais próximo para a compra ou a recarga do seu cartão por meio do endereço mapa.riocardmais.com.br.  

Para facilitar a compra de quem não tiver o cartão nos dias do festival, a Riocard Mais terá um plano especial de venda de um cartão pré-carregado em 26 estações do BRT e do MetrôRio. Para saber mais, acesse o site (www.cartaoriocard.com.br).

Atenção: independentemente da fase de trocas dos antigos cartões pelo Riocard Mais, todos os modelos serão aceitos em ônibus municipais ou intermunicipais, metrô e BRT.

Transporte Ilegal

Na tentativa de coibir o transporte ilegal de passageiros e dar mais segurança ao público que vem de fora do munícipio do Rio de Janeiro, o Rock in Rio vai disponibilizar um estacionamento na proximidade do evento para ônibus fretados. As empresas interessadas em realizar este tipo de transporte devem se cadastrar no site https://projectclient.rockinrio.com/oficialfreightage para uma avalição prévia da organização do festival. Os veículos aprovados serão divulgados no site do festival. Com esta opção de transporte, o público terá uma alternativa segura e confiável para o seu trajeto até a Cidade do Rock.

Sobre o Rock in Rio  

Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 97 milhões investidos em diferentes projetos passando por temas como a sustentabilidade, educação, música, florestas, etc. Os investimentos são provenientes da organização do evento e de parceiros.

Em 2016, foi a vez de anunciar o Amazonia Live, projeto do Rock in Rio que já garantiu mais de 73 milhões de árvores para a Amazônia por meio de doações individuais e de parcerias, através de projetos de restauração e plantação, como o Paisagens Sustentáveis da Amazônia. O projeto traz a importância das florestas para o equilíbrio climático mundial como tema para todas as edições do evento pelo menos até 2019. Além disso, o Rock in Rio desenvolve um plano de sustentabilidade onde define medidas para a redução de emissões, onde se inclui uma correta gestão de resíduos, eficiência energética, compensação de emissões, correto consumo de recursos, entre outros, este plano é desenhado para a organização,  patrocinadores e fornecedores, o qual vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado.

O Rock in Rio preza por atitudes positivas a qualquer hora e em todos os lugares. Para endossar esse posicionamento da marca “Tod+s Por Um Mundo Melhor” o festival se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. A partir destas parcerias, uma série de ações se desenvolvem sempre pautadas pelo objetivo de adoção de práticas que pensem no coletivo. É assim que a gente faz um mundo melhor acontecer: TOD+S POR UM MUNDO MELHOR.

COMENTÁRIOS